Dica da semana: Clássicos para ler nas férias

As férias da UNICNEC estão chegando! Nesse período de descanso, além de curtir a praia, procure atividades que conciliem conhecimento e diversão. É importante manter a mente preparada para retornar à rotina acadêmica no ano que vem. Uma boa pedida é ler bastante. Leia toda literatura que seja do seu interesse. A leitura, além de ser uma fonte de conhecimento, estimula a criatividade, enriquece o vocabulário e incita o senso crítico.

Para te ajudar a se aventurar na leitura, separamos 5 dicas de clássicos nacionais e internacionais que vão acrescentar muito na sua vida e na sua formação acadêmica.

1) "Cem anos de solidão", de Gabriel García Marquez

O livro mais importante da obra do colombiano García Marquez, "Cem anos de solidão" é clássico absoluto da literatura latinoamericana.  A narrativa se desenvolve em torno dos membros da família Buendía, perpassando sete gerações familiares através de um século inteiro da história colombiana. Romance épico, o livro mistura o real e o sobrenatural em uma escrita detalhada e complexa.

2) "1984", de George Orwell

Clássico da ficção científica distópica, a obra-prima de George Orwell apresenta uma sociedade totalmente dominada pelo Estado. O livro questiona os excessos abusivos dos sistemas de poder, criticando o totalitarismo e alertando sobre a submissão dos indivíduos. Por isso, mesmo passadas mais de seis décadas da sua publicação original, 1984 continua atual na modernidade.

3) "Lord Baccarat", de Alcy Cheuiche

Um clássico da literatura gaúcha. Lord Baccarat reúne todos os ingredientes para um bom romance. No enredo, um homem desesperado tenta abater o cavalo favorito ao Grande Prêmio Bento Gonçalves. Mas a história pouco tem a ver com hipismo: o livro oferece uma narrativa focada nos conflitos humanos, mesclando amor, ressentimento, ódio e desejo de vingança. Vale a leitura!

4) "Ensaio sobre a cegueira", de José Saramago

Um motorista parado no semáforo é tomado, subitamente, por uma cegueira branca. É o primeiro caso de uma epidemia que se espalha incontrolavelmente. Isolados, os cegos se perceberão reduzidos à essência humana, numa verdadeira viagem às trevas. Obra mais conhecida do escritor português José Saramago, "Ensaio sobre a cegueira" cria alegorias que nos ajudam a compreender melhor nós mesmos e o mundo ao nosso redor.

5) "Perto do coração selvagem", de Clarice Lispector

A obra de estreia de Clarice Lispector marcou a ficção brasileira na década de 1940. A trama mostra a vida de Joana, contada desde a infância até a fase adulta. Passado e presente se alternam na construção da narrativa. Entre os fatos que marcam a trajetória de Joana, o que se destaca mesmo é a dimensão psicológica da protagonista. Inquieta, ela parece estar sempre em busca de uma revelação. Conforme a própria sinopse do livro, "ela se faz muitas perguntas, mas nunca encontra a resposta".unnamed (1)